Quinta-feira, 5 de Março de 2009

2009: 150 anos da morte da rainha D. Estefânia

Frederica Guilhermina Antónia de Hohenzollern Sigmaringen, a rainha D. Estefânia (Krauchenwies, Sigmaringen, 1837- Lisboa, 1859) habitou em Düsseldorf, onde seu pai, príncipe Carlos António, ocupava um alto posto militar, depois de ter renunciado aos seus estados a favor do rei da Prússia, antes de se casar com D. Pedro V (o tratado antenupcial foi assinado em 8.12.1857 e ratificado em 19.2.1858), culta, inteligente e bondosa, as suas cartas — publicadas em 1922 — constituem não só um interessante documento sobre Portugal, a Corte e a personalidade de D. Pedro V, como ainda o claro testemunho das qualidades desta rainha, que num curto reinado de 14 meses soube conquistar o afecto dos portugueses. D. Pedro V fundou o hospital D. Estefânia em sua memória. Está sepultada em S. Vicente de Fora.

 


Leia aqui sobre D. Estefânia, a sua chegada e permanência em Portugal.


 

publicado por annualia às 22:23
link do post | comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

D. Pedro Gastão de Orleans e Bragança (1913-2007)

D. Pedro de Alcântara Gastão João Maria Filipe Lourenço Humberto Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orleans e Bragança, pretendente directo ao trono do Brasil (Chateau d’Eu, 19.2.1913 -Villamanrique de la Condesa, 27.12.2007), era bisneto de Pedro II, o último imperador do Brasil. Casou, em 1944, com D. María de la Esperanza de Borbón-Dos Sicilias y Orleans, terceira filha do infante espanhol D. Carlos (1970-1949) e tia do rei Juan Carlos I. Apesar de o seu pai, D. Pedro de Alcântara de Orleans e Bragança ter renunciado ao direito de sucessão, D. Pedro Gastão sempre se apresentou como herdeiro legítimo e participou activamente, em 1993, na campanha para a reimplantação da monarquia no Brasil. D. Pedro Gastão era irmão da mãe de D. Duarte Pio, pretendente ao trono de Portugal. Ao longo de muitos anos repartiu a sua vida pelo Brasil (Petrópolis) e Espanha (Villamanrique de la Condesa, Sevilha). Possuía, entre outras distinções, a de Cavaleiro da Grã Cruz da Ordem de Pedro I, Cavaleiro da Grã Cruz da Ordem da Rosa e era também Cavaleiro da Ordem de San Genaro.
Família Imperial Brasileira: da esquerda para a direita, sentadas, Princesa D. Esperanza, Princesa D. Isabel (Condessa de Paris) e Princesa D. Elizabeth (Princesa-Mãe). De pé, ao fundo, ainda da esquerda para a direita, Príncipe D. Pedro Gastão, Princesa D. Teresa e Príncipe D. João.
 
 
 
 
 
 
 
D. Pedro Gastão de Orleans e Bragança ao lado do trono que pertenceu ao seu bisavô D. Pedro II. Esta peça faz parte do acervo do Museu Imperial de Petrópolis.
 
_____________________________________________________________
 
 
publicado por annualia às 10:39
link do post | comentar | ver comentários (3)
ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

2009: 150 anos da morte d...

D. Pedro Gastão de Orlean...

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO