Sábado, 23 de Fevereiro de 2008

Rubens de Falco (1931-2008)

Actor brasileiro (São Paulo, 19.10.1931 – ibid., 22.2.2008). Estreou-se no cinema em Apassionata (1952, de Fernando De Barros), tendo participado em vários filmes até 1960, momento em que começou a participar em novelas da TV Excelsior (as primeiras são A Muralha e Maria Antonieta, em 1961) e na Rede Globo (por exemplo O Rei dos Ciganos, 1966). Neste último ano entrou em Engraçadinha Depois dos Trinta, longa-metragem de J. B. Tanko baseada em Asfalto Selvagem de Nelson Rodrigues, começando a alternar as produções cinematográficas com as televisivas. Em 1977, o seu desempenho como «Leôncio» na telenovela Escrava Isaura, projecta a sua carreira em termos nacionais e internacionais. Em 1978 encabeça o elenco da novela O Coronel Delmiro Gouveia e, em 1979, o do filme Os Foragidos da Violência, de Luís de Miranda Corrêa). Em 1981, integrou o elenco de um filme de sucesso: Pixote, a Lei do Mais Forte, de Hector Babenco.
Outras telenovelas: Tempo de Viver (1972), Supermanoela (1974), Escalada (1975), Gabriela (1975), O Grito (1975), Dona Xepa (1977), O Astro (1977), A Sucessora (1978), Os Imigrantes (1981), Campeão (1982), Maçã do Amor (1983), Viver a Vida (1984), Padre Cícero (1984), Grande Sertão: Veredas (1985), Sinhá Moça (1986), Pacto de Sangue (1986), Salomé (1991), Memorial de Maria Moura (1994), Sangue do Meu Sangue (1995), Os Ossos do Barão (1997).
Outros filmes: Essa Gatinha é Minha (1966, de Jece Valadão), O Homem que Comprou o Mundo (1968), Tempo de Violência (1969, de Hugo Kusnet), O Impossível Acontece (1969, de C. Adolpho Chadler), Anjos e Demónios (1970, de Carlos Hugo Christensen), Uma Pantera em Minha Cama (1971, de Carlos Hugo Christensen),  A Difícil Vida Fácil (1972, de Alberto Pieralisi), Missão: Matar (1972, de Pieralisi), Café na Cama (1973, de Pieralisi), O Mau Caráter (1973, de Jece Valadão), O Sósia da Morte (Luís de Miranda Corrêa), Nós, os Canalhas (1975, de J. Valadão), O Homem da Cabeça de Ouro (1975, de Pieralisi), Sonhos Tropicais (2001, de André Sturm)
publicado por annualia às 00:57
link do post
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

Prémio de Poesia Luís Mig...

Prémio Pessoa 2009/ D. Ma...

Prémio Goncourt de Poesia...

Prémio Cervantes 2009/ Jo...

O Homem da Capa Verde

Anselmo Duarte (1920-2009...

Francisco Ayala (1906-200...

Claude Lévi-Strauss (1908...

Prémio Goncourt/ Marie Nd...

Alda Merini (1931-2009)

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO