Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

Datas perdidas

No século XIX o nacionalismo que fermentou nos Balcãs atingiu também a Albânia, intensificando-se a partir de 1878 sob o lema «A união das terras da Albânia num único Estado». A independência foi proclamada a 28 de Novembro de1912. A coroa albanesa foi oferecida, em 1914, ao príncipe alemão Guilherme de Wied. Este, com o deflagrar da I Guerra Mundial, abandonou o país, que mergulhou na anarquia.

Em 1925, o chefe tribal Ahmed Bey Zogu ascendeu à presidência do país, tornando-se rei constitucional em 1928. Em 1939, a Itália apoderou-se da Albânia e o rei refugiou-se no estrangeiro. A resistência contra o invasor levou ao Poder Enver Hodja, que impôs em 11 de Janeiro de 1946 a ditadura comunista que vitimou grande parte do clero católico.

As tentativas de hegemonia jugoslava e moscovita levaram à ruptura com Belgrado, em 1948, e com Moscovo, em 1961, privilegiando a Albânia as suas relações com a China, mas também rompeu com esta em 1978.

A partir de 1967, a Albânia foi o primeiro Estado de todo o Mundo que se declarou oficialmente ateu, consagrando a Constituição de 1976 o propósito de «desenvolver a propaganda ateia».

A Albânia acabou por estabelecer relações comerciais com diversos países, situação que se acelerou a partir de 1970. Em 1991, na senda das transformações verificadas no Leste europeu, o regime comunista ruiu, deixando visíveis o extremo atraso e a pobreza do país, que aderiu nessa altura ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional. Sob o ponto de vista político, a Albânia é hoje um Estado de regime multipartidário, com Assembleia legislativa e Presidente da República eleitos democraticamente e Governo nomeado pela Assembleia.

publicado por annualia às 11:24
link | comentar
ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

Prémio de Poesia Luís Mig...

Prémio Pessoa 2009/ D. Ma...

Prémio Goncourt de Poesia...

Prémio Cervantes 2009/ Jo...

O Homem da Capa Verde

Anselmo Duarte (1920-2009...

Francisco Ayala (1906-200...

Claude Lévi-Strauss (1908...

Prémio Goncourt/ Marie Nd...

Alda Merini (1931-2009)

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO