Terça-feira, 3 de Junho de 2008

Mel Ferrer (1917-2008)

Actor e realizador americano (Elberon, New Jersey, 25.8.1917 – Santa Bárbara, Califórnia, 2.5.2008). Vindo do teatro, estreou-se como realizador em 1945 com Girl of the Limberlost, a que se seguiram The Secret Fury e Vendetta, ambos de 1950. Iniciou também nesse ano a sua carreira de actor, no filme de Nicholas Ray Born to Be Bad, tendo participado depois em filmes de George Sidney, Scaramouche (1952, de Fritz Lang), Rancho Notorious (1952, de Charles Walters), Lili (1953, de Richard Thorpe). Porém as suas interpretações mais marcantes foram as de príncipe Andrei, em Guerra e Paz (King Vidor, 1956), o de aristocrata parisiense em Élena et les hommes (Jean Renoir, 1956) e o de Robert Cohn, na adaptação de The Sun Also Rises, de Ernest Hemingway (Henry King, 1957). Voltou à realização com Green Mansions (1959). Fixando-se na Europa, integrou o elenco de Et Mourir de Plaisir (Roger Vadim, 1960), de The Fall of the Roman Empire  (Anthony Mann, 1964). Em Espanha foi produtor e intérprete de El Greco (1964) e, de regresso a Hollywood, reaparece em Sex and the Single Girl de Richard Quine. Em 1967, escreveu, dirigiu e produziu Cabriola. Participou ainda em outros filmes como L’Homme à femmes (1960, de Jacques-Gérard Cornu), The Norseman (1978, de Charles B. Pierce), Lili Marleen (1981, de Fassbinder), Mille milliards de dollars (1982, de Henri Verneuil).
 

 

 

 

publicado por annualia às 11:04
link | comentar
Segunda-feira, 2 de Junho de 2008

Yves Saint Laurent (1936-2008)

 

Costureiro francês (Oran, Argélia, 1.8.1936 - Paris, 1.6.2008) que começou por desenhar modelos para a revista Vogue, mas logo se tornou assistente de Christian Dior, a quem sucedeu, em 1954. Manteve-se na casa Dior até 1961, momento em que criou a sua própria marca. A intervenção de Yves Saint Laurent no mundo da moda reveste-se da maior importância na história cultural do século xx e ilustra as grandes opções estéticas de pelo menos duas gerações. As suas criações apresentam fases e facetas diversas, que podem ir desde a sofisticada opulência à simplicidade exigida pela vida moderna, mas sobretudo destacam-se as referências à pintura (Van Gogh, Picasso, Braque, Mondrian, Poliakoff, Claude Lalanne, etc.) e à literatura (Apollinaire, Proust, outros poetas e escritores), mas também à antropologia dos trópicos e africana.

As suas pesquisas no campo dos materiais conduziram-no a verdadeiras inovações, como o uso do vinil. Criou várias lojas de pronto-a-vestir e, naturalmente, dedicou-se também aos acessórios, nomeadamente óculos e perfumes, sem que as suas ideias tenham deixado de desencadear reacções, como foi o caso do perfume «Opium». Colaborou intensamente no teatro e no cinema, salientando-se o guarda-roupa que produziu em diversas ocasiões para Catherine Deneuve, por em exemplo em Belle de Jour (1967, de Luís Buñuel).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

 

publicado por annualia às 07:57
link | comentar
Domingo, 1 de Junho de 2008

Emilio Moro (1933-2008)

 

Foto: J. González (El Mundo)

 

 

publicado por annualia às 17:16
link | comentar
ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

Prémio de Poesia Luís Mig...

Prémio Pessoa 2009/ D. Ma...

Prémio Goncourt de Poesia...

Prémio Cervantes 2009/ Jo...

O Homem da Capa Verde

Anselmo Duarte (1920-2009...

Francisco Ayala (1906-200...

Claude Lévi-Strauss (1908...

Prémio Goncourt/ Marie Nd...

Alda Merini (1931-2009)

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO