Domingo, 6 de Setembro de 2009

Keith Waterhouse (1939-2009)

 Keith Waterhouse, British novelist and screenwriter

Jornalista e escritor britânico (Hunslet, Leeds, 6.2.1939 – Londres, 4.9.2009), autor de Billy Liar (1959) e Jeffrey Bernard Is Unwell (1989) e celebrado colunista do Daily Mail. Crítico da degradação da língua inglesa, fundou a Association for the Abolition of the Aberrant Apostrophe para combater a má pontuação nos letreiros públicos. Além do romance There Is A Happy Land (1956), Jubb (1963), The Buckett Shop (1968), Everything Must Go (1969), Mondays, Thurdays (1976), Office Life (1978), The Collected Letters of Nobody (1986), entre muitas outras obras, Keith Waterhouse escreveu com Willis Hall o argumento/guião de Whistle Down the Wind (1961, de Bryan Forbes) e A Kind of Loving (1962, de John Schlesinger) e também de Billy Liar, transposto para cinema por John Schlesinger, em 1963. Colaborou em numerosas séries de televisão, como argumentista e roteirista, destacando-se a série That Was the Week That Was (1962-1963).

publicado por annualia às 11:34
link do post | comentar
Sábado, 20 de Junho de 2009

Ralf Dahrendorf (1929-2009)

Sociólogo, politólogo e economista alemão (Hamburgo, 1.5.1929 - Colónia, 18.6.2009). Licenciou-se em Filosofia, Filologia Clássica e Sociologia na Universidade de Hamburgo e, em 1952, doutorou-se em Filosofia e Estudos Clássicos na mesma Universidade. Entre 1953 e 1954 realizou uma pós-graduação na London School of Economics. Foi professor de Sociologia nas Universidades de Hamburgo (1957-1960), Tubinga (1960-1964) e Constança (1966-1969). Em 1969, foi eleito deputado ao Parlamento alemão pelo Partido Democrático Livre, una formação política de índole liberal, e fez parte do primeiro governo de Willy Brandt, como secretário de Estado no Ministério dos Negócios Estrangeiros. Em 1970, foi nomeado Comissário Europeu em Bruxelas. Continuou , apesar disso, a sua carreira académica, ocupando os cargos de director da London School of Economics (1974-1984), sendo decano do St. Anthony´s College, um centro de pós-graduação da Universidade de Oxford orientado para os estudos internacionais. Em 1988 adoptou a nacionalidade britânica e, em 1993, foi feito Lorde pela Rainha Isabel II, com o título de «Barão Dahrendorf of Clare Market in the City of Westminster». Desde então, integrou a Câmara dos Lordes britânica, sem no entanto pertencer a qualquer partido. Desde 2005 foi professor na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Berlim.
Entre os seus estudos destacam-se os seus contributos para as teorias do conflito social, que abordam questões como a necessidade de integração e ordem nas sociedades contemporâneas, defendendo o conceito de conflito como factor de mudança social. Insistiu na necessidade da Europa enfrentar os problemas que se lhe colocam, como os do Estado social, ou do bem-estar, e o desemprego. Ralf Dahrendorf recebeu mais de uma vintena de doutoramentos honoris causa por universidades do Reino Unido, da Irlanda, Bélgica, Itália e EUA, entre outras, e é autor de uma extensa obra escrita, que inclui Class and Class Conflict in an Industrial Society (1959), Conflict after Class (1967), Society and Democracy in Germany (1967), The New Liberty (1975), Life Chances (1979). Foi distinguido com o Prémio Príncipe das Astúrias, em 2007.
publicado por annualia às 11:08
link do post | comentar
Sábado, 25 de Abril de 2009

Ken Annakin (1914-2009)

 

Realizador de origem inglesa (Beverley, Yorkshire, 14.8.1914 – Beverly Hills, Califórnia, 22.4.2009). Iniciou a sua actividade cinematográfica no país natal, na década de 40: Fenlands (1946), West Riding (1946), Broken Journey (1948) e a série iniciada com Here Come the Huggetts (1948), seguido de Vote for Hugget (1949) e The Huggetts Abroad (1949). Seguiram-se filmes como Landfall (1949), Double Confession (1950), The Story of Robin Hood and His Merrie Men (1952), The Planter’s Wife (1952), The Sword and the Rose (1953), The Seekers (1954), Three Men in a Boat (1956), Across the Bridge (!957), Very Important Person (1961), The Longest Day (1962, nomeado para os prémios da Directors Guild of America), Disneyland (6 episódios, 1955-1963), The Informers (1963), Those Magnificent Men in Their Flying Machines (1964, recebeu várias nomeações para os Óscares), Battle of the Bulge (1965), The Long Duel (1967), Monte Carlo or Bust! (1969), The Call of The Wild (1972), The Fifth Musketeer (1975), The Pirate Movie (1982). Foi feito Oficial da Ordem do Império Britânico (OBE), em 2002, ano em que foi distinguido com o título de «Disney Legend».
publicado por annualia às 10:12
link do post | comentar
Terça-feira, 24 de Março de 2009

2009: 150 anos do nascimento de Sir Arthur Conan Doyle

 

 

Escritor britânico (Edimburgo, Escócia, 22.5.1859 – Crowborough, Sussex, Inglaterra, 7.7.1930), cuja obra faz parte dos clássicos da literatura policial, de cuja imaginação nasceu a figura de Sherlock Holmes e do seu amigo Watson. Depois de estudos na Universidade de Edimburgo, dedicou-se à medicina. Publicou romances históricos, The Exploits of Brigadier Gerard (1896), Adventures of Gerard (1903), onde faz várias referências a Portugal, The Great Boer War (1900), e, em 1888, A Study in Scarlet, no qual aparece pela primeira vez o arguto e infalível detective e o céptico e sempre espantado Dr. Watson, seu companheiro inseparável.
Outras obras: The Sign of the four (1890), The Adventures of Sherlock Holmes (1892) e The Hound of the Baskervilles (1902).


Encontra muita informação detalhada sobre o autor, a sua obra e as suas personagens,  na página oficial do Sir Arthur Conan Doyle Literary Estate.


Primeira edição em Almanaque (1887) e primeira edição em livro (1888)

publicado por annualia às 16:47
link do post | comentar
Quinta-feira, 19 de Março de 2009

Natasha Richardson (1963-2009)


Actriz britânica (Londres, 11.5.1963 - Nova Iorque, 18.3.2009), filha do realizador Tony Richardson e da actriz Vanessa Redgrave. Formada pela Central School of Speech and Drama, de Londres, em 1986 foi premiada pela crítica pelo seu desempenho na peça A Gaivota, de Tchekov. Em 1992, foi distinguida no mesmo âmbito pelo papel principal em Anna Christie, pelo qual foi também nomeada para os Tony, depois de a peça ter sido produzida na Broadway. Outros galardões convergiram no reconhecimento daquela sua interpretação. Em 1998 ganhou mesmo um Tony, entre outros prémios, pelo seu desempenho como Sally Bowles, na produção de Cabaret que Sam Mendes levou a cabo.

No cinema, ganhou o seu primeiro papel importante no filme Gothic (1986, de Ken Russell). Dois anos depois, Paul Schrader deu-lhe o papel de protagonista no filme Patty Hearst e chamou-a ao elenco de The Comfort of Strangers (1990), no quai foi justamente distinguida, tal como em Widows' Peak (1994, de John Irvin),

Outros filmes: The Handmaid's Tale (1990, de Volker Schlöndorff), Past Midnight (1991, de Jan Eliasberg), Nell (1994, de Michael Apted), The Parent Trap (1998, de Nancy Meyers), Blow Dry (2001, de Paddy Breathnach), Chelsea Walls (2001, de Ethan Hawke), Waking Up in Reno (2002, de Jordan Brady), Maid in Manhattan (2002, de Wayne Wang), Asylum (2005, de David MacKenzie), The White Countess (2005, de James Ivory), Evening (2007, de Lajos Koltai), Wild Child (2008, de Nick Moore).

 

publicado por annualia às 12:00
link do post | comentar
Quarta-feira, 11 de Março de 2009

Shakespeare visto por um contemporâneo

Ao que parece este é mesmo Shakespeare himself.

 



Mais informações sobre Shakespeare aqui.
Ver notícia do Público.

publicado por annualia às 16:24
link do post | comentar
Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009

John Mortimer (1923-2009)

 

Escritor e advogado inglês (Hampstead, 21.4.1923 – Turville Heath, Chilterns, 16.1.2009), criador da personagem Horace Rumpole, um advogado de defesa que se tornou uma das mais bem sucedidas personagens humorísticas da ficção britânica, transposta depois para televisão (Rumpole of the Bailey). Estudou no Harrow e no Brasenose College, em Oxford, tendo iniciado a sua carreira de advogado em 1948. Trabalhou também como argumentista nos Pinewood Studios, durante a II Guerra Mundial. Exerceu esta actividade depois, esporadicamente, bem como a de guionista. Patrocinou, como advogado, alguns casos polémicos, sobretudo relativos a alegada pornografia. Escreveu também uma peça de sucesso, A Voyage Round My Father, além de vários outros livros de impressões e memórias.


 

 

publicado por annualia às 15:55
link do post | comentar
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

Bob Spiers (1945-2008)

 

Realizador britânico (Glasgow, 27.9.1945 - Widecombe, Devon, 8.12.2008) que se notabilizou na direcção de sitcoms de grande popularidade, apesar de se apoiarem num humor não convencional, como é exemplo a segunda série de Fawlty Towers (1979). Spiers dirigiu também diversos episódios de It Ain't Half Hot, Mum (1976), Are You Being Served? (1977-1983) e The Goodies (1977-1982). No lançamento de Channel Four lançou um espaço de humor alternativo, chamado The Comic Strip Presents... (1982-1988). Num registo diferente, desta vez dirigido a um público infantil, realizou Press Gang (1989-1993). Para a BBC, dirigiu 15 episódios de French and Saunders (1988-93), série contemporãnea de uma outra, que também dirigiu, Murder Most Horrid (1991-1994). Outras séries de televisão incluem Joking Apart (1993, 1995) e Bottom (1995). No cinema, Spiers realizou três filmes: para a Disney fez That Darn Cat (1997), seguindo-se Spice World, com as Spice Girls (1997) e a comédia Kevin of the North (2001).
publicado por annualia às 11:06
link do post | comentar
Terça-feira, 25 de Novembro de 2008

Richard Hickox (1948-2008)

 Richard Hickox & welcomed the chance to build an ensemble.

Director de orquestra inglês (Stokenchurch, Buckinghamshire, 5 .3.1948 – Cardiff, 23.11.2008). Director Musical da City of London Sinfonia e dos City of London Sinfonia Singers (1971-2008), Organista e «Master of the Music» de St Margaret's, Westminster (1972-1982), Director Musical do London Symphony Chorus (1976-2008) e Maestroo Convidado Principal da Dutch Radio Orchestra (1980-1984), Director Artístico da Northern Sinfonia (1982-1990, Maestro Emérito em 1996); Maestro Associado da San Diego Symphony Orchestra (1983-1984) e da London Symphony Orchestra (1985-2008), Maestro Principal da BBC National Orchestra of Wales 2000-2006 (Emérit0); Director Musical da Ópera Austrália (2005-2008). Foi também director musical de numerosos festivais.
Depois de estudar órgão, piano e composição na Royal Academy of Music (1966–1967), continuou os seus estudos no Queen's College, Cambridge, tendo-se doutorado, em 2003, pela Durham University. Estreou-se como director de orquestra em St John's, Smith Square (1971). Ao longo da sua carreira, Hickox fundou as suas próprias formações musicais (por exemplo, em 1990, fundou com o violinista Simon Standage a orquestra barroca Collegium 90), embora sempre solicitado pelas mais prestigiadas orquestras, dentro e fora do Reino Unido: a Royal Philharmonic, a Bournemouth Symphony, a Royal Liverpool Philharmonic e a Hallé, as sinfónicas de São Francisco, Detroit e Houston; as filamórnicas de Oslo, Rotterdão e Estocolmo, o Mozarteum, em Salzburgo, e a Orquestra da Suisse Romande. Trabalhou também com a English National Opera (1979), a Opera North (1982), a Scottish Opera (1985) e a Royal Opera House, Covent Garden (1985).
Gravou intensamente, sobretudo para a etiqueta Chandos, aí deixando registos dos ciclos completos das sinfonias de Alwyn, Elgar, Rubbra, Tippett, Vaughan Williams, quase todas as de Malcolm Arnold; das óperas de Britten, Vaughan Williams e Walton; peças orquestrais e corais de Britten, Bridge, Delius, Dyson, Elgar, Finzi, Grainger, Howells, Ireland, Moeran, Parry, Sullivan, Tavener, Walton e muitos outros, sem esquecer o seu interesse pelas óperas de Dvorák, Händel, Prokofiev e Vivaldi, as missas de Haydn, Hummel e Schubert, o ciclo sinfónico de Beethoven, as odes de Telemann ou o Requiem de Verdi.
publicado por annualia às 11:54
link do post | comentar
Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

Datas perdidas

Em 25 de Janeiro de 1965 morreu Winston Churchill. Descendente dos Marlborough e filho de Randolph Churchill, foi cadete de cavalaria aos 19 anos, serviu na Índia e no Sudão como segundo-tenente. Repórter na África do Sul durante a Guerra dos Boers, foi feito prisioneiro, mas conseguiu evadir-se. Deputado conservador, entrou na Câmara dos Comuns em 1900. Ministro da Marinha em 1911, foi sucessivamente ministro do Armamento da Guerra, das Colónias e das Finanças, abandonando o Governo em 1929. Nos anos seguintes, a sua voz eleva-se frequentemente para denunciar a ameaça crescente do poderio hitleriano. Novamente ministro da Marinha durante a II Guerra Mundial, foi nomeado primeiro-ministro em 1940. Não tomou apenas a direcção do seu governo, mas também a pesada responsabilidade de impedir a queda do seu país e da Europa. Enviou reforços para Malta, Gibraltar, Egipto, Grécia, enquanto lutava vitoriosamente contra a ofensiva aérea alemã. «A vitória a todo o custo» foi o seu lema. Apoiou de Gaulle, aproximou-se dos EUA e, depois da invasão da Rússia, estabeleceu com Roosevelt o plano de desembarque de 1944. Seguiram-se as conferências de Ialta e Potsdam. Vencido nas eleições, dois meses depois de terminada a guerra, abandonou o Governo, escrevendo as suas Memórias, distinguidas com o Prémio Nobel de Literatura (1953).
*
*
publicado por annualia às 23:12
link do post | comentar
ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

Keith Waterhouse (1939-20...

Ralf Dahrendorf (1929-200...

Ken Annakin (1914-2009)

2009: 150 anos do nascime...

Natasha Richardson (1963-...

Shakespeare visto por um ...

John Mortimer (1923-2009)

Bob Spiers (1945-2008)

Richard Hickox (1948-2008...

Datas perdidas

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO