Quinta-feira, 13 de Março de 2008

Datas perdidas

 

 

A 13 de Março de 1930, o astrónomo Clyde Tombaugh (1906-1997) anunciou a descoberta de Plutão.

No mesmo dia e mês de 1781, William Herschel (1738-1822) descobriu Úrano, durante uma observação de rotina.

Em Agosto de 2006 a União Astronómica Internacional, reunida em Praga, estabeleceu três categorias de objectos celestes segundo as quais Plutão deixará de ser considerado planeta, passando a ser um planeta anão, uma outra categoria de corpos celestes.

Não deixe de ler no volume ANNUALIA 2007-2008 o artigo de Máximo Ferreira com o título «Adeus a Plutão?», no qual este astrónomo aborda este tema, desde o método usado por Tombaugh na descoberta de Plutão até à viagem da New Horizons que nos dará mais a conhecer sobre este planeta anão, explicando as razões e os critérios desta nova classificação, mas salientando que «na verdade, apesar das alterações introduzidas no modo de classificar os planetas e os restantes corpos do sistema solar, Plutão viu em nada diminuída a sua importância e os contributos que dele advieram para a ciência e mesmo para a tecnologia».

 

 

publicado por annualia às 11:45
link do post | comentar
ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

Prémio de Poesia Luís Mig...

Prémio Pessoa 2009/ D. Ma...

Prémio Goncourt de Poesia...

Prémio Cervantes 2009/ Jo...

O Homem da Capa Verde

Anselmo Duarte (1920-2009...

Francisco Ayala (1906-200...

Claude Lévi-Strauss (1908...

Prémio Goncourt/ Marie Nd...

Alda Merini (1931-2009)

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO