Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2008

Freddie Hubbard (1938-2008)

Trompetista de jazz (Indianapolis, 7.4.1938 – Sherman Oaks, Califórnia, 29.12.2008). No final da década de 50 foi para Nova Iorque onde trabalhou com Eric Dolphy, Sonny Rollins, Quincy Jones, entre outros, tornando-se notado pelo seu estilo «hard bop». Ingressou nos Jazz Messengers de Art Blakey e gravou para a etiqueta Blue Note a partir de 1960, iniciando aí uma longa carreira (Open Sesame, Goin' Up, Hub Cap, Minor Mishap, Ready for Freddie, Breaking Point,Hub-Tones, The Body & The Sou), tocando ao lado de músicos como John Coltrane, McCoy Tyner, Sonny Rollins, Wayne Shorter, Dezter Gordon, Herbie Hancock ou Ornette Coleman. Em 2006, o National Endowment of Arts distinguiu-o com o Prémio NEA Jazz Masters.
 
 
publicado por annualia às 12:04
link do post | comentar
Sábado, 27 de Dezembro de 2008

Samuel P. Huntington (1927-2008)

Huntington

Professor e politólogo norte-americano (Nova Iorque, 18.4.1927 - Martha's Vineyard, 27.12.2008) formado aos 18 anos pela Universidade de Yale e que aos 23 era já docente em Harvard, a que para sempre permaneceria ligado e onde desempenhou diversos cargos: foi, por exemplo, director do Harvard's Center for International Affairs (1978 – 1989) e fundou o John M. Olin Institute for Strategic Studies, de que foi director de 1989 a 1999. Foi presidente da Harvard Academy for International and Area Studies.

Tornou-se mais conhecido do grande público através do livro The Clash of Civilizations and the Remaking of World (1996), no qual defende a tese de que no mundo pós-Guerra Fria os conflitos violentos não adviriam da fricção ideológica entre Estados, mas sim das diferenças culturais e religiosas entre as maiores civilizações do mundo, sendo estas a Ocidental (abrangendo a Europa e os EUA), a Latino-Americana, Islâmica, Africana, Ortodoxa (cujo coração é a Rússia), a Hindu, Japonesa e a Sínica (incluindo a China, a Coreia e o Vietname).

O seu primeiro livro The Soldier and the State: The Theory and Politics of Civil-Military Relations (1957) é ainda um livro fundamental sobre as relações entre os domínios político e militar. Em 1964, publicou com Zbigniew Brzezinski Political Power: USA-USSR. O volume Political Order in Changing Societies (1969) é um marco da análise do desenvolvimento político e económico do Terceiro Mundo. Outro dos seus livros que deixaram rasto profundo foi The Third Wave: Democratization in the Late Twentieth Century (1991). Em 2000, foi co-editor de Culture Matters: How Values Shape Human Progress. O seu último livro foi Who Are We? The Challenges of America's National Identity (2004), uma reflexão sobre a consciência cultural da América.  

 

publicado por annualia às 19:31
link do post | comentar
Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008

Harold Pinter (1930-2008)

harold pinter

Dramaturgo inglês (Hackney, Londres, 10.10.1930 – Londres, 24.12.2008) de ascendência judia que, nas vésperas da II Guerra Mundial foi evacuado de Londres, de onde esteve ausente três anos embora a vivência dos bombardeamentos não mais o tenha abandonado. Por outro lado, a experiência teatral realizada na escola tê-lo-á orientado para uma carreira de actor. Em 1948, ingressou na Royal Academy of Dramatic Art. Dois anos depois publicava os seus primeiros poemas. Depois de ter passado pela Central School of Speech and Drama, integrou uma companhia irlandesa entre 1954 e 1957. Estreou-se como dramaturgo com a peça The Room (1957), logo seguida de The Birthday Party e The Dumbwaiter, embora a plena confirmação dos eu talento só tenha chegado com The Caretaker (1959), tornando-se numa das figuras mais representativas da dramaturgia britânica da segunda metade do século xx. O seu lugar como clássico moderno está bem expresso na cunhagem da palavra «pinteresco» para descrever certos ambientes dramáticos.
Pinter devolveu ao teatro os seus elementos básicos: um espaço fechado e um dialogo imprevisível, onde as personagens estão à mercê umas das outras e parecem desagregar-se. Com uma intriga mínima, o drama emerge pela luta pelo poder e do toca-e-foge da interlocução. O teatro de Pinter foi inicialmente visto como uma variante do teatro do absurdo, mas foi posteriormente melhor caracterizado como «comédia de ameaça», um género em que o escritor nos permite espiar o jogo do domínio e da submissão escondido na mais mundana das conversas. Numa peça típica de Pinter deparamos com gente que se defende da implosão ou dos seus próprios impulsos, entrincheirando-se numa existência diminuída e controlada. Um outro tema principal é a volatilidade e o carácter ilusório do passado. Tem sido observado que, a seguir a um período inicial de realismo psicológico, evoluiu para uma segunda fase, de maior lirismo, em peças como Landscape (1967) e Silence (1958), entrando, por fim, numa terceira fase, politica, com One For The Road (1984), Mountain Language (1988) e The New World Order (1991), entre outras peças. Porém, esta divisão em períodos parece ser demasiado simplista e ignorar alguns dos seus escritos mais fortes, como No Man’s Land (1974) e Ashes to Ashes (1996). Na verdade, a continuidade do seu trabalho é notável e os temas políticos podem ser vistos como a evolução da análise inicial da ameaça e da injustiça.
A partir de 1973, Pinter, em paralelo com o reconhecimento de que foi objecto a sua escrita, foi também reconhecido como um lutador pelos direitos humanos. Tomou frequentemente posições controversas. Escreveu ambém peças radiofónicas e guiões para cinema e televisão. Entre os seus guiões mais conhecidos estão os de The Servant (1963) e The Go-Between (1971), ambos de Joseph Losey e The French Lieutenent’s Woman (1981, de Karel Reisz).
Em 2005 foi distinguido com o Prémio Nobel da Literatura.
 
publicado por annualia às 22:50
link do post | comentar
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

Boas Festas

publicado por annualia às 09:00
link do post | comentar
Domingo, 21 de Dezembro de 2008

Robert Mulligan (1925-2008)

Realizador ameri­cano (Nova Iorque, 23.8.1925 - Old Lyme, Connecticut, 20.12.2008). Foi jorna­lista no New York Times e realizou diversos programas de televisão. Estreou­-se no cinema com Fear strikes out (1956). Excelente director de actores, especializou-se em filmes sobre a juventude, marginais, soli­tários ou pessoas dificeis, recusando leituras lineares.
Alguns filmes: Come September (1961), To Kill a Mockingbird (1962), Love with the Proper Stranger (1963), Up the Down Staircase (1967), The Stalking Moon (1969), The Pursuit of Happiness (1971) Summer of '42 (1972), Same Time, Next Year (1978), Kiss Me Good Bye (1982), Clara's Heart (1988), The Man in the Moon (1991).
publicado por annualia às 16:44
link do post | comentar
Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

Francisco Casavella (1963-2008)

 

  


Escritor espanhol, de seu verdadeiro nome Francisco García Hortelano (Barcelona, 15.10.1963 - 17.12.2008), um dos nomes promissores da moderna ficção do seu país. Colaborador do suplemento literário do jornal El País, a sua obra compreende a trilogia El Día del Watusi (2002-2003, Los juegos feroces, Viento y joyas e El idioma imposible); El Triunfo (1990), Quédate (1993), Un enano español se suicida en Las Vegas (1997), El secreto de las fiestas (2006) e Lo que sé de los vampiros (2006), com o qual ganhou o Prémio Nadal. Preparava-se para publicar o ensaio La verdadera historia de la verdad.

publicado por annualia às 15:12
link do post | comentar

Nuno Magalhães Guedes

Amanhã, sábado, dia 20 de Dezembro, pelas 10 h 30 m, a TVI estreia uma série infanto-juvenil baseada na colecção «Objectivo Golo», de autoria de Nuno Magalhães Guedes e publicada pela Editorial Verbo.

 

 

 

Nesta colecção o JP (João Paulo Moreira) e os amigos decidem formar o seu próprio clube, o Megamax Futebol Clube, contra tudo e contra todos, em especial contra a BOLA-F. A misteriosa organização BOLA-F deixa o JP fora de si. As suas iniciais querem dizer «Brigada Operacional de Luta Anti-Futebol». Um dos maiores desejos do JP é descobrir quem se esconde por detrás desse nome e desmascarar o ou os responsáveis pelas incríveis safadezas que essa tenebrosa organização tem vindo a cometer no Bairro onde vive. Para isso contará com a ajuda do primo Manel e dos amigos Tiago e Madalena. Juntos irão envolver-se em inúmeras aventuras, cheias de emoção, suspense e mistério.

Em casa da Família Moreira, a mãe de JP é a única que não partilha a paixão pelo Futebol. O pai, Guilherme, é grande apreciador e o António, o irmão mais novo, conhecido por Pulga, é quase tão fanático como ele. Até a irmã do meio, a Carolina, anseia um dia poder vir a entrar para o Megamax. O resto da família também alinha no gosto pela bola. Os primos Manel e Miguel fazem parte da equipa e o próprio avô Fernando interessa-se por tudo o que diz respeito ao Clube e tem sido uma boa ajuda para o JP em várias situações

publicado por annualia às 10:00
link do post | comentar
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

Newsletter do INEM destaca artigo da Annualia 2008-2009

Clique para aumentar

 

 

publicado por annualia às 10:42
link do post | comentar
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

Annualia 2008-2009

 

 

 

publicado por annualia às 11:57
link do post | comentar

Prémios Literários do PEN Clube Português

 

 

Poesia

 

Helder Moura Pereira, Segredos do Reino Animal (Assírio & Alvim) e
Daniel Jonas, Sonótono (Cotovia).
[Júri: Fernando Guimarães, Fernando J. B. Martinho e Francisco Belard]

Ensaio

 

José Vitorino de Pina Martins, História de Livros para a História do Livro (Fundação Calouste Gulbenkian)

e

António M. Machado Pires, Luz e Sombras no Século XIX em Portugal (IN-CM).
[Júri: António Cândido Franco, Eugénio Lisboa e Maria João Reynaud]

Ficção

 

Jaime Rocha, Anotação do Mal (Sextante)
[Júri: Fernando Dacosta, Isabel da Nóbrega e Teresa Salema]

Primeira Obra

 

Francisco Camacho, Niassa (Babilónia)
e
Maria Helena Santana, Literatura e Ciência na Ficção do Século XIX (IN-CM).

[Júri: A Direcção do PEN] 

 

 Nota: os prémios referem-se a obras publicadas em 2007

publicado por annualia às 11:24
link do post | comentar

Cardeal Avery Dulles, SJ (1918-2008)

 

Sacerdote, professor e teólogo americano (Auburn, Nova Iorque, 24.8.1918 – Bronx, Nova Iorque, 12.12.2008). Formou-se em Direito, em Harvard, tendo sido alistado depois na Marinha. Após ter sido desmobilizado, em 1946, entrou na Companhia de Jesus, tendo sido ordenado em 1956. Estudou depois na Alemanha e na Universidade Gregoriana, em Roma, aí se doutorando em Teologia Sagrada (1960). Criado cardeal em 2001 pelo papa João Paulo II. Foi professor no Woodstock College de 1960 a 1974 e, depois, na Universidade Católica da América de 1974 a 1988. Professor visitante na Universidade Gregoriana (Roma), na Weston School of Theology (Nova Iorque), no Princeton Theological Seminary (Alexandria, Va.), no Boston College (Oxford), na Universidade de Notre Dame, na Universidade Católica de Lovaina e em Yale, entre outras universidades.
Autor de mais de 700 artigos sobre temas teológicos, publicou numerosos livros, entre os quais: Models of the Church (1974), Models of Revelation (1983), The Catholicity of the Church (1985), The Craft of Theology: From Symbol to System (1992), The Assurance of Things Hoped For: A Theology of Christian Faith (1994), The Splendor of Faith: The Theological Vision of Pope John Paul II (1999), The New World of Faith (2000), and Newman (2002).
publicado por annualia às 11:17
link do post | comentar

Daniel Carleton Gajdusek (1923-2008)

Daniel Carleton Gajdusek

Neurologista e investigador americano (Yonkers, 9.9.1923 – Tromso, Noruega, 11.12.2008) que estudou em Rochester e Harvard, especializando-se nas áreas da Pediatria e das doenças infecto-contagiosas, em cuja investigação se notabilizou, tendo recebido (ex-aequo) o Prémio Nobel da Medicina em 1976. Gajdusek identificou as causas de uma doença neurológica (específica de uma tribo canibal da Nova Guiné) como um agente infeccioso que se manifestava após um longo período de incubação, na sequência da ingestão de porções de cérebro das vítimas.

publicado por annualia às 09:44
link do post | comentar
ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

Prémio de Poesia Luís Mig...

Prémio Pessoa 2009/ D. Ma...

Prémio Goncourt de Poesia...

Prémio Cervantes 2009/ Jo...

O Homem da Capa Verde

Anselmo Duarte (1920-2009...

Francisco Ayala (1906-200...

Claude Lévi-Strauss (1908...

Prémio Goncourt/ Marie Nd...

Alda Merini (1931-2009)

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO