Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

Prémio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica

 

MARTIN COOPER (n. Chicago, Illinois, 1928) licenciou-se em Engenharia Eléctrica em 1950. Pioneiro da indústria da comunicação sem fios, Cooper inventou em 1973 o primeiro telefone móvel portátil e supervisionou os dez anos de trabalho que foram necessários para introduzir aquele produto no mercado. Durante as quase três décadas que trabalhou para a Motorola, desenvolveu novos produtos que geraram um importante volume de negócio. Após abandonar essa empresa, co-fundou a Cellular Business Systems, que logo dominou o mercado dos telefones móveis. Em 1992, logrou un êxito similar à frente da ArrayComm, empresa de que é director executivo e com a qual desenvolveu o sistema de antenas inteligentes, outra grande revolução no mundo das comunições sem fios, com aplicações não só nos telefones móveis mas também no uso da Internet sem fios de longo alcance.
Colaborou com o Governo dos EUA para localizar novos espectros de radiofrequência e formulou a Lei da Eficiência Espectral, também conhecida como Lei de Cooper, que determina que o máximo de conversações de voz ou transacções de dados que podem circular numa área do espectro radiofónico se duplica a cada 30 meses. En 2002, Cooper recibeu o George R. Stibitz Computer and Communications Pioneer Award do Museu Americano do Computador e o Industry Leader Award-Wireless Systems Design.
 

RAYMOND SAMUEL TOMLINSON (n. Amsterdam, Nova Iorque, 1941) estudou no Instituto Politécnico Rensselaer da sua cidade natal, onde participou num programa da IBM. Formou-se em Engenharia Eléctrica en Rensselaer, em 1963, e continuou a sua formação no Instituto Tecnológico de Massachusets (MIT).
Em 1967 integrou a empresa tecnológica Bolt Beranek & Newman – hoje BBN Technologies –, na qual contribuiu para o desenvolvimento do sistema operativo TENEX, que incluía ARPANet e TELNET. Em 1971, desenvolveu a primeira aplicação de correio electrónico de ARPANet ao combinar satisfatoriamente os programas SNDMSG e CPYNET para enviar mensagens entre computadores. Elegeu o símbolo da arroba para distinguir os correios locais dos globais no endereço da mensagem. Pouco depois, a arroba converter-se-ia no ícone digital que hoje é.
O programa inicial de Tomlinson desencadeou uma revolução, já que rompeu as barreiras iniciais do futuro desenvolvimento do email, que rapidamente se tornou uma das aplicações mais utilizadas na rede e que, pela sua imediatez e baixo custo, soube adaptar-se à procura comunicacional das sociedades desenvolvidas.
Em 2000 recebeu o George R. Stibitz Computer Pioneer Award, do Museu Americano do Computador. Em 2001 foi distinguido com um prémio Webby da Academia Internacional de Artes Digitais e Ciências. Em 2002, a publicação de Discover Magazine foi responsável pela atribuição do Prémio de Inovação. Em 2004 partilhou com Dave Crocker o Institute of Electrical and Electronics Engineers Internet Award.

 
publicado por annualia às 12:14
link do post | comentar
ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

Prémio de Poesia Luís Mig...

Prémio Pessoa 2009/ D. Ma...

Prémio Goncourt de Poesia...

Prémio Cervantes 2009/ Jo...

O Homem da Capa Verde

Anselmo Duarte (1920-2009...

Francisco Ayala (1906-200...

Claude Lévi-Strauss (1908...

Prémio Goncourt/ Marie Nd...

Alda Merini (1931-2009)

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO