Segunda-feira, 16 de Março de 2009

Blanca Varela (1926-2009)

 



Poeta peruana (Lima, 10.8.1926 – ibid., 12.3.2009) que, em 1949, se instalou em Paris e aí, por intermédio de Octavio Paz, se relacionou com numerosas figuras das letras e das artes. Viveu depois em Florença e Washington, regressando ao Peru em 1962. Entre as suas obras contam-se Ese puerto existe (1959), Luz de día (1963), Valses y otras confesiones (1971), depois incluídas em Canto Villano (1978). O volume Como Díos en la nada compreende poesia entre 1948 e 1998. Considerada um dos nomes maiores da literatura do seu país, Blanca Varela foi distinguida com importantes prémios: Prémio Octavio Paz de Poesia e Ensaio (2001), Prémio Cidade de Granada (2006), Prémio Federico García Lorca (2007) e o o Prémio de Poesia Ibero-americana Rainha Sofia (2007).

tags: , ,
publicado por annualia às 10:00
link do post | comentar
ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

Prémio de Poesia Luís Mig...

Prémio Pessoa 2009/ D. Ma...

Prémio Goncourt de Poesia...

Prémio Cervantes 2009/ Jo...

O Homem da Capa Verde

Anselmo Duarte (1920-2009...

Francisco Ayala (1906-200...

Claude Lévi-Strauss (1908...

Prémio Goncourt/ Marie Nd...

Alda Merini (1931-2009)

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO