Quarta-feira, 4 de Março de 2009

Centenário de Soeiro Pereira Gomes


Escritor português (Gestaçô, 14.4.1909 - Lisboa, 5.12.1949), regente agrícola de formação. Publicou, em 1941, o romance Esteiros, um livro triste e sensível (escrito «para os filhos dos homens que nunca foram meninos»), considerado uma das obras clássicas do neo-realismo português, de que foi uma das primeiras figuras. Militante comunista, a sua obra, publicada postumamente e constituída por Refúgio Perdido (contos, 1950), Engrenagem (1951), Contos Vermelhos (1951) e Contos e Crónicas (1961), reflecte a sensibilidade social que advém dessa militância e a mundividência que lhe subjaz.

 

publicado por annualia às 10:35
link do post | comentar
1 comentário:
De Maggie In Wonderland a 7 de Março de 2009 às 14:49
Sim sr, é um homem da minha terra! tudo por aqui tem o nome dele parque infantil, escola, ruas etc etc xD

Comentar post

ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

Prémio de Poesia Luís Mig...

Prémio Pessoa 2009/ D. Ma...

Prémio Goncourt de Poesia...

Prémio Cervantes 2009/ Jo...

O Homem da Capa Verde

Anselmo Duarte (1920-2009...

Francisco Ayala (1906-200...

Claude Lévi-Strauss (1908...

Prémio Goncourt/ Marie Nd...

Alda Merini (1931-2009)

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO