Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009

Prémio Correntes de Escritas 2009/ Gastão Cruz

 

 

 

 Gastão Cruz

Gastão Cruz venceu o Prémio Literário Casino da Póvoa/ Correntes de Escritas com o livro A Moeda do Tempo (2006) publicado pela Assírio e Alvim. O prémio foi atribuído por um júri constituído por Ana Luísa Amaral, Casimiro de Brito, Jorge Sousa Braga, Fernando Guimarães e Patrícia Reis.

Gastão Cruz (n. Faro, 1941) integrou a geração de Poesia 61. A sua poética usa o conhecimento das raízes do lirismo português para se situar numa etapa diferente do seu desenvolvimento. Aí, tem particular importância a relação entre língua e cultura, entre linguagem e corpo, entre fala e quotidiano, numa poesia muito vigiada, cujo comedimento é já matéria poética. Algumas obras: Outro Nome (1965), Teoria da Fala (1972), Os Nomes (1974), Campânula (1978), Os Nomes desses Corpos (1979), As Leis do Caos (1990), Transe (1992), Órgão de Luzes (1990), Crateras (2000), Rua de Portugal (2002), Repercussão (2004), Outro Nome, Escassez, As Aves (2005).

 

publicado por annualia às 16:20
link do post | comentar
ANNUALIA
annualia@sapo.pt

TWITTER de Annualia

Artigos Recentes

Prémio de Poesia Luís Mig...

Prémio Pessoa 2009/ D. Ma...

Prémio Goncourt de Poesia...

Prémio Cervantes 2009/ Jo...

O Homem da Capa Verde

Anselmo Duarte (1920-2009...

Francisco Ayala (1906-200...

Claude Lévi-Strauss (1908...

Prémio Goncourt/ Marie Nd...

Alda Merini (1931-2009)

Arquivo

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO